Resumo:

O artigo faz parte da pesquisa doutoral intitulada Arte erótica: ambigüidade,
pornografia e fetichismo, que tem como objetivo principal a problematização do feminino, em um contexto emergente de identidades antropológicas na contemporaneidade. Aborda-se a arte erótica em três estágios. No primeiro, se discute o erótico como processo, através de uma ação realizada entre a própria autora como pesquisadora e artista, e uma performer, interagindo no espaço público, produzindo um erotismo ambíguo, mediante uma câmara, e
frente aos espectadores. No segundo, se estuda a importância da interação coletiva em experiências artísticas contemporâneas para uma ressignificação dos usos da pornografia em um regime heteronormativo. No final e como uma forma de síntese do estado atual da pesquisa, se discute a necessidade do uso do conceito fetichismo para operar e produzir articulações e objetos interdisciplinares no campo da Arte, da Antropologia e dos Estudos
Pós-Coloniais e Queer.

PDF

Paginas: 17

Autoras: Rosa Maria Blanca e Miriam Pillar Grossi